Translate

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Pulo


Do alto do meu ego
Pulo de forma cega,
Enforcando-me...
Em minhas próprias palavras.
O corpo move-se
De um lado ao outro,
Com suas pontas,
Tocando silabas.
E minha boca
Apenas consegue,
Alguns poucos grunhidos...
A morte não é do corpo
É das convicções,
Que surgem da ignorância 
Da fala.


Pablo Danielli

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Caminhos


Os caminhos dos pés,

Não seguem os passos do coração.
Volta e meia bate um vento...
E muda a direção.



Pablo Danielli


terça-feira, 21 de outubro de 2014

Vende-se







Em tempos de eleição vale qualquer apelação, se vende mãe, pai e irmão... Imagine então, uma opinião!




Pablo Danielli

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Lembranças

Eu disse...
Mas não escrevi.
Eu falei...
Mas não anotei.
Eu vivi...
Mas não senti.
Um vazio,
Que se diz cheio...

De arrependimentos. 

Pablo Danielli

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Aprender



Aprendeu a ler
Quando teve fome,
Aprendeu a contar
Quando teve sede.
Aprendeu a viver
Quando deixou extrapolar,

Os limites da mente.

Pablo Danielli

Pesquisar este blog