Translate

terça-feira, 7 de abril de 2015

Sinfonia dos Sonhos

Na noite que serve para levar com o vento os sonhos,
A deusa, que em seu leito de culpa e pesar,
Derrama lágrimas por aquele que não foi capaz
De um sorriso, fazer brotar nos doces lábios.


Canta para si, cantigas de amor,
Enxuga as lágrimas com o vento,
Que faz sentir-se só.



E como a quem pede a Morfeu,
Apenas paz para sua alma,
Que aos poucos se perde na pálida e sombria noite,
Fazendo com que suas escolhas,
Sejam um enorme fardo a carregar.



Tornando a beleza que tem como dom,
Ser vista apenas como uma pétala
E não mais como flor,
Com a qual desperta para vida.
No florescer de primavera em pleno verão
Fazendo enaltecer Vênus,
Em um doce acorde de harpa,
Faz com que até os anjos,
A sintam em tamanha beleza.



Capaz de fazer do Éden um mero jardim,
Dom natural com o brilho de uma fonte inesgotável de bondade,
Consegue que seu sorriso,
Seja mais belo que todas as estrelas da noite,
Que há observam em seu leito de sonhos.

Pablo Danielli

facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar este blog