quinta-feira, 23 de junho de 2016


Nenhum comentário:

Postar um comentário

[Á deriva] Do teu silêncio, Fez-se a tempestade. Teu choro, um oceano. E teu pesar... Uma ancora. Quem ousaria navegar, Em...